Jet Airways- Temos o compromisso de trazer os Jetairways de volta ao céu.

Hoje recebi uma mensagem da Cleartrip dizendo que meu voo da Jet Airways agendado para 20 de maio foi cancelado e receberei reembolso pelo mesmo. Eu literalmente chorei porque #jetairways sempre foi minha companhia aérea favorita, além disso, faz parte da minha economia e indústria de aviação indiana. Eu simplesmente não consigo ver isso saindo do céu. Espero que até 20 de maio a Jetairways obtenha ajuda suficiente do governo ou de qualquer investidor privado para que retome as operações e me dê o privilégio de voar na minha companhia aérea favorita.

Todas as empresas privadas contribuem para o bem-estar público por meio de suas atividades de RSC e, portanto, o governo deve, às vezes, estender a ajuda para essas empresas em momentos de maior necessidade

Traídos pelo banco e pelo governo, os funcionários da JetAirways estão preocupados com seu sustento. Não é que eles não vão conseguir outro emprego, mas a promessa de salvar a empresa mostra que foram bem cuidados pela empresa.

Como o novo proprietário deve consertar Jet Airways?

A mídia social mostrou imensa s o lidaridade nos últimos dias para os 16.000 funcionários da Jet Airways que perderam seus empregos agora que a transportadora está de castigo . Plebeus, atores, políticos, esportistas e chefes corporativos expressaram preocupação com a queda da companhia aérea privada mais admirada da Índia.

As discussões nos escritórios hoje em dia se concentram na experiência das pessoas com a Jet Airways nos últimos 26 anos. Muitas pessoas em plataformas de mídia social se propuseram a empregar funcionários da Jet se eles estivessem interessados ​​em uma mudança de carreira. A marca Jet Airways tem um grande apelo emocional. Terá um grupo de consumidores leais que mudarão sua lealdade de volta para a Jet, desde que seus novos investidores consigam, se a companhia aérea endividada receber outro aluguel de vida. A Jet Airways, conhecida por seu serviço superior internacionalmente aclamado, deve aderir a essa garantia.

A Jet Airways, famosa por seu serviço globalmente superior, deve cumprir essa promessa. A companhia aérea continua adulterando essa garantia há muitos anos. Tudo começou com o investimento da companhia aérea na Air Sahara, através da qual entrou para competir com empresas como Spice e IndiGo Jet. Como os clientes estavam confusos sobre o que exatamente significava a Jet Airways, esse foi o sintoma da erosão da marca. Muitos de seus clientes mimados não conseguiam digerir o fato de que precisavam pagar pela hospitalidade da Jet em certos voos e não hesitavam em mudar para outras opções de baixo custo, como IndiGo, que prometia chegadas e partidas no prazo. “O maior erro que a Jet Airways cometeu foi ter rebatido seu próprio prêmio e oferta de valor abaixo exatamente da mesma marca. Eles deveriam ter criado um fabricante de valor distinto ”, diz Unni Krishnan, criador da nova consultoria, LongBrand.

Embora no início do dia, os consultores de marca sentem que o Grupo Tata conquistou o pulso ao produzir dois fabricantes de companhias aéreas distintos. Enquanto a Vistara é uma companhia aérea premium com serviço completo, a Air Asia é a oferta econômica do seu grupo. “Ambos os fabricantes são entidades distintas e, portanto, não há qualquer tipo de confusão”, aponta Krishnan.

Na verdade, a Jet Airways e a Kingfisher Airlines parecem ter escrito um roteiro quando se trata de investir em companhias aéreas e as coisas estão dando errado postando isso. A Kingfisher comprou a Air Deccan e conquistou seus serviços premium e de valor com a marca Kingfisher. O tiro saiu pela culatra e a companhia aérea mordeu a poeira. CXO sênior e especialista em marketing , Peshwa Acharya, considera que a Jet Airways não aceitou a expansão da IndiGo e não investiu em seu próprio serviço de valor tanto quanto deveria.

Raghu Vishwanath, MD da empresa de avaliação de marcas Vertebrand, diz que essas compras da Jet Airways devem ter um olhar de longo prazo para a marca e sempre investir em torná-la um fabricante superior. “A gestão precisa ser ágil e abandonar sua abordagem autocrática.”

Se a Jet encontrará um novo sopro de existência é algo. A companhia aérea deve receber sua garantia de marca premium caso tenha outra oportunidade. “Mas os investidores precisarão fazer uma escolha rápida. Quando há uma lacuna muito longa, então haverá um vácuo e os outros ocuparão a divisão da mente ”, avisa Acharya.

Na realidade, a Kingfisher Airlines e a Jet Airways parecem ter escrito um roteiro que as coisas vão postar, e assim que se tratar de investir em companhias aéreas. O Air Deccan havia sido comprado pela Kingfisher e tinha seus próprios serviços premium e valiosos abaixo da marca Kingfisher. O tiro saiu pela culatra e a companhia aérea mordeu a poeira.

Com o tempo, ele também perdeu os requisitos, embora Naresh Goyal, criador da jet Airways, tenha criado a companhia aérea mais admirada da Índia. Os consumidores não e correlacionaram o Jet com o conhecimento e os preços não foram capazes de fornecer esse conhecimento. Os especialistas acham que a arrogância levou a melhor sobre Goyal e também a marca durou.

Eles tentam moldar suas marcas e às vezes é uma faca de dois gumes na idade adulta, enquanto na fase de chegada pode ser gratificante. Essa mentalidade que é calcificada continua a aprisionar o forte e o novo, cultura intangível corroendo pedaços de significado. É uma ocorrência autodestrutiva junto com um assassino silencioso de excelentes negócios ”, aponta fora de Krishnan de toda LongBrand.

Embora no início do dia, os consultores dos fabricantes acreditam que o Grupo Tata conquistou o coração ao produzir dois fabricantes de companhias aéreas diferentes. “Ambos os fabricantes são entidades diferentes e, portanto, não há absolutamente nenhuma confusão”, aponta fora de Krishnan.

Raghu Vishwanath, MD Vertebrand, da nova empresa de avaliação, afirma que essas compras sempre e a Jet Airways devem olhar para a marca fora de um horizonte e investir em torná-la um fabricante superior. “A gestão precisa ser ágil e abandonar sua própria estratégia autocrática.”