Droga, Joe

Já ouvi pessoas me dizerem ou insinuarem em toda a minha vida que tipo de pessoa negra elas acham que eu sou ou deveria ser. E agora vem Joe Biden.

Ele disse: “Se você tem problemas para descobrir se é para mim ou para Trump, então você não é negro.”

Cale a boca, Joe! Apenas STFU!

Sim. Eu sei que ele se desculpou.

Sim, eu sei que o folk foi rápido para explicar e spin que temos que colocar o que Joe disse em uma entrevista com Charlamagne tha God no The Breakfast Club no contexto. Em outras palavras, “Vamos, pessoal! Você sabe o que ele quis dizer. ”

Não. Apenas não.

Não preciso que o candidato a candidato seja moderno, descolado, despreocupado com o que quer que seja, ou imite o que ele pensa que é vernáculo urbano. Este não é aquele tipo de festa.

Preciso que Joe corrija e use suas palavras de adulto ao falar conosco. Se ele não pode falar conosco, como ele pode falar por nós?

‘Não sou Trump.’

Brilhante! Continue…

Eu sou o tipo de pessoa negra que espera que o provável indicado seja um pouco mais preparado e polido; Apresentar-se e falar sobre políticas substantivas que abordarão e remediarão questões jurídicas, sociais, educacionais, econômicas e políticas fundamentais de longa data. Ouse fazer mais do que apenas restaurar o status quo.

Não faça o equivalente verbal de aparecer de tênis e boné de beisebol virado para trás. É um insulto.

Eu sei que a barreira está baixa, mas as apostas são altas; e nós merecemos algo melhor do que tropeçar, atrapalhar e mesquinharia coloquial.

Isso é o que está acontecendo.